Vende-se esta Casa

Vende-se esta Casa
Contato: (83) 98650-2863.

PMDB de Santa Luzia fará encontro no próximo dia 15

0 comentários
Unido, isso é o que vem pregando as lideranças do partido, que o PMDB de Santa Luzia está coeso e irá marchar assim para as próximas eleições de 2016.

No próximo dia (15/08) o partido deverá reunir-se na cidade, vereadores, filiados, diretório, para discutir o pleito do próximo ano, novos filiados, eleição do diretório local, entre outros assuntos de consumo interno do partido, como alianças partidárias.

Localmente o partido está saindo na frente, para o próximo ano já existem dois nomes que poderão disputar as eleições, cabendo à sigla optar por um deles.


O PMDB também está buscando nomes para disputar da eleições da Câmara de Vereadores.

Sertão1

Leia Mais »

Reunião discute doação de mel e feijão pela Conab para municípios

0 comentários
O Secretário Municipal de Agricultura de Patos, Sebastião dos Santos, participou na manhã da última quinta-feira, 30 de julho, na sede do Sindicato de Produtores Rurais, de uma reunião organizada pela Superintendência Regional da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para discutir a formação de convênios para doação de mel e feijão aos municípios da região do Sertão. 
O Superintendente Regional da Conab na Paraíba, Gustavo Guimarães, explicou que o objetivo é beneficiar com a doação do mel municípios com até 10 mil habitantes. “Esse projeto tem por objetivo recuperar a cadeia alimentícia do mel na Paraíba, em especial, direcionar as doações para os pequenos municípios. No caso do feijão a doação poderá ser feita para qualquer município, desde que prefeito demonstre interesse”, disse. 
A Conab prevê que sejam distribuídas 100 toneladas de mel durante o período de agosto deste ano a setembro de 2016. “Esse debate faz parte de uma série de encontros que estamos fazendo em todo o estado e esperamos a partir dessa intenção colaborar com a política de segurança alimentar da Paraíba, fortalecendo os programas de distribuição de alimentos em cada município”, concluiu Gustavo Guimarães.
No caso da doação do feijão, o convênio entre Prefeitura e Conab pode ser realizado sem restrição, desde que o município efetive a parceria junto à companhia.
Para o Secretário Municipal de Agricultura, Sebastião dos Santos, a parceria chega num momento importante, sobretudo, pelas dificuldades enfrentadas pelos municípios em questão da seca. “A parceria ela é muito positiva, porque auxilia os municípios e beneficia, sobretudo, a população mais carente. No caso de nossa realidade não teremos como receber a doação do mel, mas, vamos formalizar o convênio para receber o feijão”, comentou.
Também participaram da reunião com a Conab, a Secretária de Desenvolvimento Social de Patos, Helena Wanderley e Prefeitos de vários municípios da região metropolitana de Patos. Após a doação dos produtos pela companhia para cada município, a distribuição deve ser realizada pelos bancos de alimentos através Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), direcionado para comunidades carentes, organizações não governamentais, associações comunitárias e outras instituições.
Assessoria
Patosonline

Leia Mais »

A VIDA NO SERTÃO PARAIBANO por Padre Djacy Brasileiro.

0 comentários
“Se eu tivesse um emprego, como muita gente tem, não deixaria o sertão, por São Paulo de ninguém”, assim cantava o poeta sertanejo Expedito Sobrinho, numa expressão sublime de amor incondicional à região. É uma poesia que ressalta a vida do povo no sertão. Para o referido poeta, para que os sertanejos fossem felizes, só bastariam duas coisas: inverno e emprego.

Mesmo com o avanço da onda da insegurança, da violência, no sertão, por incrível que pareça, e graças a Deus, ainda reina um certo clima de tranquilidade, de paz. A prova está que à tardinha, à noite, as pessoas sentam-se nas calçadas de suas casas, das igrejas, dos bares e nos bancos da praça. Conversa vem, conversa vai. Os adultos conversam sobre seu passado, seus problemas, os jovens paqueram, namoram, traçam planos para o futuro, e as crianças brincam, se divertem, correm alegremente. E para encantar, embelezar, deixar mais romântica a noite sertaneja, há um céu limpo, estrelado, e uma lua linda, linda de morrer. Não era por acaso que Luiz Gonzaga cantava: “não há, ó gente, ó não, luar como esse do sertão...”. A noite sertaneja é uma poesia.

Após o almoço, tradicionalmente os sertanejos armam uma redinha para dormir um pouquinho. Balanço vem, balanço vai. E o sono vem. É uma dormida sossegada, apesar do calor imenso. Ah, como é gostosa a dormida no sertão, seja de dia ou à noite. Na madrugada, a gente ouve o solene cantar do galo.

Ah, não posso deixar de falar um pouco sobre a nossa comida. Faz parte do sagrado cardápio dos sertanejos: bolo de caco ou “orelha de pau”, rubacão, cuscuz, angu com leite, rapadura, doce de leite etc. Sem falar no saboroso café feito na hora, bem quentinho. Amo a comida do meu sertão.  Adoro o meu bolinho de caco, meu rubacão, meu tradicional café com leite. Não troco a comida do meu sertão por comida chique, sofisticada, enfeitada, de ninguém.

No meu sertão paraibano, tudo é simples. Aqui impera o reino da simplicidade, da humildade. Os sertanejos se satisfazem com o pouco que têm. Não vivem se maldizendo, reclamando da vida, em clima de desespero. Apesar das limitações socioeconômicas, impera o bom humor. Os sertanejos são sorridentes, alegres. Nunca estão com a cara feia, amarrada, melancólica. Não perdem a alegria do viver nem a esperança de um dia melhor. Aliás, a esperança em Deus, num futuro melhor, é sua marca registrada. Sempre falam: Se Deus quiser, se Deus quiser...!

Se você chega à casa do sertanejo, ouve logo o tradicional e estridente grito de saudação: pode entrar, entre. Fique à vontade! A casa é pobre, mas o coração é grande. De repente vem a ordem: sente-se. E benevolentemente pergunta: quer água? Vou fazer um cafezinho. Enquanto a mulher faz o café ou o chá, conversa vem, conversa vai. O diálogo é em torno de tudo. A conversa gira em torno dos problemas da comunidade, da família, passando
pela politica local, religião etc. O diálogo amistoso, fraterno, vai longe. Tudo na linguagem que lhes é peculiar. Nada de formalidade linguística. Aliás, a simplicidade linguística é alma do entendimento mútuo. Na saída, ainda diz: espere para almoçar, o almoço está pronto. É um convite verdadeiro, do fundo do coração. Nada de hipocrisia!

Na zona rural, as pessoas humildes, simples, em suas casinhas tão simplesinha, desprovidas de quaisquer estéticas na sua arquitetura, vivem tranquilamente, sem o estresse do dia a dia. Nada têm, a não ser o necessário para viver. E o necessário lhes basta. Não lamentam, não murmuram. Quando chegam à noite, dormem em paz. Dormem felizes por saber que no seguinte não terão dívidas a pagar, não irão chegar faturas de cartões de créditos, não terão que correr para cobrir cheques, sabem que não irão receber notificação judicial para pagar o que deve ou, senão,  ninguém vai aparecer na sua porta para lhes cobrar dívidas. O seu sono é de paz.

Uma das características mais nobres, mais sublime, mais cristã, presente no coração dos sertanejos chama-se solidariedade. Os sertanejos são muito solidários. E são solidários em todas as circunstancias adversas ou não da vida: na seca, no inverno, na abundancia, na escassez, na alegria, na tristeza, na dor, no desespero, na aflição, na doença, na morte e no luto. Nesses momentos, podemos sempre contar com a mão amiga dos irmãos conterrâneos.

Aqui no meu sertão, quando alguém adoece, todos se preocupam, rezam e fazem até promessa para a pessoa melhorar. Caso morra, acontece coisa linda, emocionante. A casa fica lotada. As pessoas vêm consolar e dar força à família. As vizinhas ou amigas tomam conta da cozinha. Umas fazem chá, outras café, outras ficam administrando tudo o que acontecem na casa. A calçada e’ cheia. Não falta gente. Todos lamentam, choram. A conversa gira em torno do finado. Ah, ia esquecendo, no velório, não faltam água, café, chá, bolacha, bolo.

No meu sertão querido e abençoado, o enterro de qualquer sertanejo é acompanhado por uma multidão. Primeiro a missa, depois a caminhada até o cemitério. O caixão é levado pelas próprias pessoas. Nessa caminhada fúnebre, estão crianças, jovens, idosos. Mensagens, lágrimas, tristeza, reza e hinos religiosos fazem parte inerente do último adeus. Todos dão adeus ao falecido, como a dizer: até o nosso reencontro definitivo.

No meu sertão paraibano, a praga do individualismo não fala tão forte. As pessoas ainda se preocupam com as outras. Pensam no bem e na felicidade dos outros.

Neste recanto paraibano, seco, torrado, o orgulho e a vaidade, a arrogância, prepotência não são marcas registradas no coração bondoso dos sertanejos. A humildade é sua característica principal. Comportam-se humildemente diante do padre, do doutor, do prefeito ou diante de quaisquer outras pessoas. São humildes demais.

Aqui, os sertanejos, apesar das dificuldades, não perdem a alegria do viver. São alegres, sorridentes, bem humorados. Gostam de contar estórias cômicas. Nunca estão com a cara amarrada, feia. Parece ser coisa de Deus. Sempre dizem: o importante e viver.

Onde moro, a fé cristã faz parte do cotidiano dos sertanejos. Acreditam incondicionalmente num Deus pai que cuida de todos. Vivem sua fé de maneira simples. A devoção faz parte do seu itinerário religioso. Rezam, cantam, participam da missa ou do culto (caso sejam evangélicos), de procissões e fazem promessas aos seus santos preferidos. Têm um amor danado aos seus líderes religiosos. Aliás, antigamente, havia um adágio que dizia: “no sertão, em tempo de seca, só escapam duas coisas: padre e jumento”. Sabem por quê? Porque jumento come de tudo, e o padre, porque o povo não deixa morrer de fome.

 Os sertanejos, diria da minha Paraíba, quando vão para outros recantos deste país, levam na mala do coração três coisas: esperança, saudades e o desejo de ainda voltar. Mesmo distante da terrinha ensolarada, não esquecem suas raízes nem perdem sua identidade regional.

Aos queridos sertanejos que aqui estão, meu respeito, minha admiração, carinho e apoio, e aos que vivem em outras regiões deste Brasil, tantas vezes humilhados, explorados, dando um duro para viver, distante de tudo e de todos, esta canção de Luiz Gonzaga:  “faz pena o nortista, tão forte e tão bravo, viver como escravo no Norte e no Sul”.

Sertão da Paraíba – 01 de agosto de 2015

Padre Djacy Brasileiro
Twitter: @padredjacy



Leia Mais »

É HOJE: 8ª Vaquejada do Parque Paulo Freire em São Mamede

0 comentários

Leia Mais »

TRE-PB reforça convocação de eleitores de São Mamede e mais 23 municípios paraibanos

0 comentários
2014100593423O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) está reforçando a convocação de eleitores de 24 municípios para a realização do cadastramento biométrico.
Os eleitores convocados fazem parte das seguintes Zonas Eleitorais: 2ª em Santa Rita; 10ª em Guarabira; 13ª em Alagoa Nova; 14ª em Bananeira; 19ª em Esperança; 21ª em Cabaceiras; 22ª em São João do Cariri; 23ª em Soledade; 26ª em Santa Luzia; 27ª em Taperoá; 28ª e 65ª em Patos; 29ª em Monteiro; 30ª em Teixeira; 31ª em Pombal; 33ª em Itaporanga; 35ª e 63ª em Sousa; 43ª em Sumé; 45ª em Pilões; 56ª em Juazeirinho; 58ª em Serra Branca; 60ª em Jacaraú; 61ª em Bayeux; 62ª em Boqueirão; e 67ª em Remígio.
Segundo o TRE-PB, em 2014, 900 mil eleitores paraibanos foram identificados pelas digitais no momento da votação. Para as eleições de 2016, a justiça eleitoral pretende cadastrar biometricamente mais 916 mil eleitores no Estado.
O eleitor que não se cadastrar vai ter o seu título cancelado, acarretando prejuízos, ficando impedido de votar, requerer passaporte, inscrever-se em concurso público, fazer empréstimo financeiro, entre outras penalidades.
http://102fmpatos.com.br/p

Leia Mais »

Prefeitura de São Mamede recebe mais de Um Milhão de Reais de FPM no mês de julho de 2015, CONFIRA:

0 comentários
O município de São Mamede no Vale do Sabugi recebeu no mês de julho de 2015 em recursos oriundos do governo federal mais de Um Milhão de reais.

A Prefeitura de São Mamede recebeu no mês de julho de 2015 a bagatela de R$ 1.023.674,65C oriundo do FPM e de outros repasses. 

Confira o FPM das demais cidade do Vale do Sabugi:

Santa Luzia - R$ 1.569.262,88

Junco do Seridó - R$ 935.627,49

São José do Sabugi - R$ 884.905,01
Várzea - R$  834.777,01


Dados do Banco do Brasil
SãoMamede1

Leia Mais »

Estouramento em Adutora deixa cidades do Vale do Sabugi sem água. Veja Nota da Cagepa

0 comentários
Cagepa, através da Regional das Espinharas, comunica aos moradores das cidades de São Mamede, Santa Luzia, Várzea e de São José do Sabugi, que o abastecimento d’água se encontra suspenso em razão de estouramento na adutora, entre a EB4 e a EB5.

Cagepa, Regional das Espinharas, informa ainda que, a normalização do abastecimento das cidades afetadas começa a partir da conclusão dos serviços de reparo, prevista para o final da tarde de hoje, dia 31.

Gerência Regional das Espinharas

Patos, 31 de julho de 2015

PatosonLine

Leia Mais »

Governo do Estado anuncia fim do Programa Pão e Leite em toda Paraíba

0 comentários
Os 120 mil paraibanos cadastrados no programa “Pão e Leite” só receberão até amanhã, quando o fornecimento será cancelado.

Em algumas regiões da Paraíba, como em João Pessoa, o leite já não estava sendo entregue há algum tempo, mas segundo a Secretaria de Estado e Desenvolvimento Humano, o produto continua chegando à mesa da população de 72 mil municípios.

De acordo com a pasta o programa foi reformulado e os beneficiários receberão um cartão alimentação, cujo valor ainda não foi definido, em substituição ao programa do governo.

Clickcz

Leia Mais »

8ª Grande vaguejada do Parque Paulo Freire acontece neste sábado, (01/08), em São Mamede

0 comentários
Com shows de Roberto Vaneirão e Espora de Oura, acontece neste sábado dia 01 de Agosto de 2015, a 8ª edição da Grande Vaquejada do Parque Paulo Freire, no sitio Serra Branca, zona rural de São Mamede.

Serão R$ 15.000,00 (Quinze mil reais) em prêmios, incluindo duas motos!!!
Senha casadinha R$ 200,00.


Com amplo espaço, e estacionamento aguados oferecendo aos vaqueiros e participantes um bom conforto e comodidade! Faça a festa acontecer!.

BlogSãoMamede1






Leia Mais »

Várzea tem 4° melhor IDH da Paraíba

0 comentários
A Paraíba possui o 4º mais baixo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal do País, com apenas 0,658, de acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil. Apesar da posição no ranking (23º), a Paraíba avançou nos últimos 20 anos e saiu do nível considerado muito baixo (0,382 em 1991) e baixo (0,506 em 2000), para o nível médio, que oscila entre 0,600 a 0,699. Cinco municípios da Paraíba apresentam nível alto, entre 0,700 e 0,799: João Pessoa (0.763), Cabedelo (0.748), Campina Grande (0.720), Várzea (0.707) e Patos (0.701).

No quesito Educação, a cidade de Várzea, situada no Vale do Sabugi, possui o melhor índice do Estado: 0,714. Os dados do Atlas mostram que o ótimo desempenho de Várzea é resultado do aumento do número de alunos nas salas de aula: a proporção de crianças de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental cresceu 41,68% entre 2000 e 2010 e 236,89% entre 1991 e 2000. A proporção de jovens entre 15 e 17 anos com ensino fundamental completo cresceu 129,20% no período de 2000 a 2010 e 879,77% no período de 1991 a 2000. Outro critério avaliado para a formação do índice, é o percentual da população de 5 a 6 anos de idade frequentando a escola, e neste quesito, o município obteve 100%.

Para o prefeito, José Ivaldo de Morais, o sucesso na área educacional é uma tendência história do povo varzeense. “Entre os 223 municípios da Paraíba, Várzea aparece com o 4º melhor Índice de Desenvolvimento Municipal, considerado alto. Também somos o 1° lugar no Sertão, colocação que nos enche de orgulho. Essa é uma tendência histórica do nosso povo, sempre fomos exemplo em Educação. E tudo isso é fruto de um trabalho em conjunto”, enfatizou o gestor.

Após Várzea, o ranking paraibano de Educação segue com João Pessoa (0,693), Campina Grande (0,654), Cabedelo (0,651) e Santa Luzia (0,635). O município com pior IDHM em Educação na Paraíba é Gado Bravo, com 0,373.

Fonte: Ascom

Leia Mais »

Luiz Couto diz que não vai mais disputar eleições e aponta sua “herdeira política”

0 comentários
deputado-federal-luiz-couto-ptEm visita ao município de Pombal, o deputado federal Luiz Couto (PT), ocasião em que recebeu o título de cidadão na Câmara Municipal, anunciou que deixará a política ao término deste mandato, em janeiro de 2019, após quatro legislaturas consecutivas na Câmara Federal. 

Apesar de dizer que seu futuro pertence a Deus, o petista afirmou que já cumpriu sua missão como deputado federal e que deverá retornar à sua atividade inicial, como ativista na área dos direitos humanos.


Luiz Couto declarou também que até o final do mandato vai lutar para aumentar a representatividade do PT nos municípios e no Estado e antecipou que a prefeita Polyana Dutra (PT) terá seu apoio na disputa de uma vaga de deputada federal, no pleito de 2018.

Polyana PT
“O nome dela sendo indicado para a disputa estarei apoiando Polyana PT com toda força para que ela seja eleita e possa fazer o bem à Paraíba, como tem feito por Pombal”, afirmou o deputado.

A gestora pombalense já declarou que “não vai deixar a política” após o término do seu governo (em dezembro de 2016), mas prefere não comentar a possibilidade de disputar um cargo proporcional em 2018.

Fonte: Blog do Gordinho

Leia Mais »

Médicos São-Mamedenses tem trabalho reconhecido pela sociedade de Pombal,confira;

0 comentários
Os médicos de alto gabarito de São Mamede, mas radicados em Patos há muitos anos, tiveram seus serviços prestados reconhecidos por mais uma comunidade. 

Nesta semana, os irmãos Umberto Marinho Junior e Umberto Joubert foram agraciados com o título de Cidadão de Pombal, numa propositura da vereadora Josenoura Rodrigues Calixto, 1ª Secretária da Câmara de Pombal, cujo presidente é Josevaldo Feitosa.


A solenidade que aconteceu no último domingo, (26), contou com a presença ilustre da prefeita Polyanna Dutra, (PT), que foi pessoalmente homenagear os dois profissionais que por onde passam deixam sua marca registrada de muitos serviços prestados. 


BlogBurraBranca

Leia Mais »

Estudante de Mineração, varzeense alerta mineradores sobre a Silicose

0 comentários
O estudante de Mineração, natural do município de Várzea, Sávio Lima, participou nesta quinta-feira (25) do 1º Encontro de Técnicos em Mineração do Brasil, realizado entre os dias 24 e 25 de julho de 2015, na cidade de Campina Grande/PB, no Hotel Village Premium.

O evento foi promovido pela empresa Carlos Roenick Consultoria & Treinamentos - Meio Ambiente & Mineração. Durante o encontro, aconteceram inúmeras atividades, debates, palestras e treinamentos.  

Em sua participação, Sávio Lima falou que no seu município a extração mineral, principalmente de quartzito, tem grande representatividade econômica. Porém, segundo ele, na maioria das vezes os trabalhadores não usam os equipamentos de proteção individual - EPI´S, tais como máscara, botas, protetores de ouvido, capacete, luvas, protetor solar, dentre outros. Como também de proteção coletiva, os EPC´s. O uso destes equipamentos reduz o índice de acidentes do trabalho como também a incidência de Silicose, doença que tem afetado mineradores da região.

É preciso que os mineradores tomem conhecimento sobre esta doença, pois como não existe tratamento a prevenção assume papel importante. É necessário que as pessoas ligadas ao setor mineral tomem providências para esta problemática, e, juntos, desenvolvam ações educativas como palestras, cursos de capacitação para conscientizar os trabalhadores, além de contatarem profissionais da área para atuarem na atividade”, concluiu.

A Silicose é uma doença causada pela poeira e pela inalação de minerais que contém uma quantidade variável de sílica cristalina livre. No Brasil, é muito frequente, com cerca de 6.600.000 trabalhadores potencialmente expostos à sílica. Do total, cerca de 500 mil estão ligados à mineração.


Fonte: Antonio de Pádua Sobrinho

Leia Mais »

Frei Anastácio pede que governo conserte estradas do Litoral Sul

0 comentários
O deputado estadual Frei Anastácio (PT) apresentou, hoje (28), na Assembleia Legislativa um requerimento solicitando ao governo do estado recuperação asfáltica das estradas que interligam os municípios do litoral sul “As estradas estaduais que dão acesso ao litoral sul, estão com muito buraco, oferecendo risco de acidentes, assaltos e dificultando o escoamento da produção agrícola dos assentamentos e da agricultura familiar”, disse.

De acordo com Frei Anastácio todos os acessos ao Conde, Alhandra, Pitimbu e Caaporã (PBs 008, 018, 028, 034 e 044), estão muito danificadas. “Andar por essas estradas se tornou um risco constante. A reclamação de moradores e turistas é grande. Espero que o governo do estado tome providências urgentes para resolver a situação. Além de ser um dos principais celeiros da agricultura na Paraíba, o Litoral Sul é um é um destino turístico que recebe milhares de turistas diariamente”, destacou Frei Anastácio.

Dia do Agricultor
Frei Anastácio também registrou na tribuna da Assembleia a passagem do Dia do Agricultor (25/7), com realização de uma sessão especial, sexta-feira, proposta por ele. “Na sessão além de homenagear o Dia do Agricultor, homenageamos o aniversário de 40 anos da Comissão Pastoral da Terra (CPT), pela importância dela na conquista por cidadania para milhares de famílias de agricultores”, disse Frei Anastácio.

O parlamentar também parabenizou as comemorações do dia do agricultor, na cidade de Massaranduba. “A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Maria Leônia, está de parabéns pela feira agroecológica, distribuição de mudas de árvores, c afé ecológica e programação cultural”, afirmou Frei Anastácio.

Festa da Padroeira de Barra de Santana
O deputado parabenizou ainda a organização da festa da padroeira de Barra de Santana, onde também esteve no final de semana. Os padroeiros são Santa Ana e São Joaquim. “O pároco Edinaldo está de parabéns pelo sucesso da festa que durou nove dias. “No encerramento, participei da  missa e procissão que reuniram cerca de dez mil pessoas”, ressaltou.


Frei Anastácio também agradeceu ao secretário de segurança pública pelas providências adotadas para levar tranquilidade ao município de Barra de Santana. “Meses atrás, o município estava tomado pela bandidagem. Fomos até a secretaria, com uma comissão de representantes da cidade e o secretário Claudio Lima agiu rápido. Hoje, a população voltou a ter tranquilidade. Esperamos que a polícia continue marcando presença na cidade, para que a bandidagem não retorne”, afirmou.

Assessoria

Leia Mais »